sábado, 21 de março de 2009

Em teu nome.

Sem respiro, encontro me neste momento,sem forças para gritar o teu nome, tão puro e belo como a mais significante natureza dispersa, encontro me ali, no outro lado da rua sem ninguém para me ajudar,as minhas notas intercalam com o vento, tu estás perto,consigo sentir o teu cheiro sensível e único, onde só eu te posso ler onde só eu de posso amar.

1 comentário:

  1. Amo el canto de zenzontle
    pájaro de cuatrocientas voces...?!...salut!

    ResponderEliminar

»AboutMe

Ainda nao aprendi o suficiente com a vida, ainda nao descobri o meu rumo, vivo baseada em ilusoes, ambiçoes,sonhos.

Admiradores ? @